Dois aninhos: Voçê percebe as diferenças?

De repente dois aninhos! E bem debaixo do nosso nariz aquele bebê rechonchudinho vai se transformando em uma criança grande com braços e pernas compridos, falando mil palavras, fazendo perguntas, querendo escolher as próprias roupas. Você percebeu todas as diferenças?

dois aninhos

Para mim está sendo muito surreal o crescimento e as mudanças na minha filha ao completar dois aninhos. Onde está o meu bebê? Antes tão pequeno em meus braços! Gente, é pouquíssimo tempo de quando ela nasceu até hoje, e agora ela mais parece uma miniatura de adulto! Confesso que não estou preparada para isso.

Ao completar o primeiro ano você vê que ainda tem um bebê em sua vida, querendo muito colo, começando a falar e a andar, foram acontecimentos mais “normais” para mim, mas agora está sendo muito diferente, ela sabe explicar alguns fatos do dia a dia, ela me surpreende com declarações e pedidos, vê isso gente!

E não para só por aí, ela mesma jáse reconhece que está deixando de ser um bebê. Quando ela quer colo ela diz: – Sou seu bebê mamãe, fica aqui comigo, e em outra ocasião, por exemplo para brincar num brinquedo maior no parquinho ela comenta: – já sou uma criança grande, posso ir neste brinquedo maior. Além da evolução em sua individualidade! Eu fico vendo tudo sem saber direito como lidar com isso, pois é tudo tão surpreendente e maravilhoso, ao mesmo tempo que é nostalgico ao perceber que a fase de bebê acabou. Onde está o meu bebê?

Outras mães de primeira viagem, ou mesmo de outras viagens, compartilhem comigo esses sentimentos, como foi ou está sendo para vocês? Pois confesso que estou um pouco triste. O tempo está passando muito rápido!

Agora eu tenho uma criança que corre sem medo, que conversa de verdade, tem argumentos, sabe que quando faz birra vai ter uma consequência, demonstra com clareza suas emoções, escolhe coisas e tem opiniões.

E novamente eu fico me perguntando onde está o meu bebê? Ele já tem dois aninhos. Vai ser sempre o meu bebê eu sei, mas isso é para eu ir me conscientizando do que é ser mãe, e saber que eles crescem, e que essa experiência de vê-los crescendo é difícil, mesmo sendo maravilhoso. A experiência de ser mãe é isso: é ver alguém tomando forma desde dentro de você e depois do nascimento, o tempo corre, as dificuldades enfrentadas aqui em casa nos três primeiros meses após o nascimento foi um amadurecimeto e tanto, então depois deu uma acalmada e agora estou aqui em mais uma etapa, de ver essa miniatura de gente tomando forma e se expressando tão lindamente, e em meu coração, uma mistura de sentimentos que confesso, acho que não terá mais fim. Dois aninhos, quinze aninhos, acho que não fará diferença, essa saudade de um bebê no colo vai ficar impregnada em mim pra sempre, e o crescimento dela continuará me surpreendendo a partir de agora.

E quem me perguntar se estou preparada para isso eu direi honestamente que não! Saibam da minha emoção nesse momento ao dizer que ser mãe é algo magnífico onde pessoinhas nos ensinam a ver a vida de uma forma que eu jamais poderia ver antes de ser mãe e como eu me sinto abençoada por poder aprender tanto e sentir tanta coisa boa em meu coração. E mesmo a melancolia da saudade de um bebezinho é um bálsamo em meu espírito. A preparação para ser mãe é no dia a dia, vivendo cada descoberta junto, é ensinando e aprendendo, brincando, escutando, olhando nos olhos, vendo crescer, é percebendo as diferenças e mudanças de cada momento, de cada fase. Enfim, é vivendo a vida, a linda vida de mãe.

Lilian Alves

Olá eu me chamo Lilian Alves, me tornei mãe aos 37 anos da pequena Sarah e quero compartilhar a experiência de poder ser feliz sempre, nessa nova etapa que é ser mãe!

Website: http://praviverfeliz.com.br

4 Comentários

  1. Realmente é uma fase maravilhosa e que dá muita diferença e saudades dos babys pequeninos!! E na verdade, para sempre serão nossos bebês fofos rsrs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *